JPjão Fawkes - Vingança e Revolução

Published by Joao Martins

0
  • 1 credits

Contatos: Facebook: https://www.twine.fm/signin Cel: (011) 94946-7577 E-mail: https://www.twine.fm/signin ___________________________________________________ Som também disponível para visualização no youtube: https://www.twine.fm/signin ________________________________________________ Curta minha pagina no Facebook: https://www.twine.fm/signin ________________________________________________ Letra: Diretamente do submundo Em pleno século XXI um espectro ainda ronda o mundo E através do Mic a Revolução explode Cada verso uma explosão de coktel molotov Mais pesado que munição de uma kalashnikov Então chego a hora tira a prova dos nove Você pode até acha que já acabo O muro caiu mas a resistência continuo Se prepara que o seu maior terror volto Só olhar a resistência das FARC Ressuscitamos das cinzas pique Tupac Então vem vem ou se segura ai Pode se prepara a revolução vai explodi (2X) E é click clack boom Vai pode da um zoom Que ta lindo isso daqui E a bomba vai explodi Insurreição na favela Que nem nos sonhos de Marighella Em ruas, bairros, malocas e alagados Na cidade ou no campo, o Brasil esta parado e acordado E a Revolução não para ela dispara Os mano saindo com camiseta do Che Guevara E a Revolução não para e dispara e dispara boom Temos mais de 30 partidos e eleições bipolarizadas Chega de palhaçada o povo não quer mais saber de nada Agora o lema é ordem e progresso Ordem e progresso e explosão no congresso Sem media paliativa senhora presidente Queremos a solução que tu não tem pra da pra gente Pode rala burguesia de manifestação fascista Revolução não é paty abraçada com neonazista Gritando sem partido e o hino nacional Tão palhaçada como a igreja universal Vou seguindo este caminho que o ódio abriu pra mim E serei um dos guerreiros que aplaudirão no fim Essa é a voz da justiça que um dia se afirmará Esse é o Som da Revolução que em breve chegará, pode pá Como Guerreiro Talibã ninguém vai me para Com a gana da Coluna Prestes vou do Sul até o Pará Organização de Ligas Camponesas Invadindo fabricas e o choro da burguesa É com firmeza, é com clareza e frieza Sangue e suor Agora o capitalismo vai virar pó Vai virar pó, hó hó Não adianta mais doutor acabo a vida de bacana A rajada acerto ave de rapina norte americana O império caiu A Revolução Explodiu É a vingança da opressão sobre toda a minha gente Viemos para vingar o que o império fez com Jango e com Allende Com a ambição do Peronistas E a vontade dos Zapatistas Esse é o mundo novo que Bob Marley canto Assim como a Revolução Cubana o opressor não me derrubo Pode até me criminaliza, tortura ou me culpa Mas assim como Fidel Castro a história me absolverá Ninguém tira esse Che Guevara que eu tenho em mim E pode ver na minha cara a raiva de Lenin Eu choro este sangue que devora o espirito e choca os mais sensíveis e tornam-me monstro assim como Stalin Ninguém mais para agora essa Revolução Olhe nos meus olhos e verás o brilho dessa Insurreição Se eu morrer po

  • Comments (0)
  • Share/Embed
Other Projects:
    uniE603 JPjão Fawkes - Reflexões
    uniE603 Antônio Marcos D'Ávila - Sentido pra Um Refrão (em construção)